FIES: o que é e como financiar o seu curso de graduação   

Hoje bateu aquele desejo de fazer uma graduação, mas tá sem condições de pagar mensalidades por longos anos? Saiba que o FIES pode possibilitar a chance de estudar em uma excelente faculdade sem pagar nada.

Mas antes de conhecer melhor esse programa, a gente te aconselha também a dar uma olhadinha no passo a passo da inscrição do FIES para deixar o processo mais simples!

A seguir, você poderá conferir como funciona esse programa de financiamento que oferece oportunidades de graduação gratuita. Basta acompanhar o conteúdo até o final e aproveitar todas as dicas.

O que é o Financiamento Estudantil (FIES)?

A princípio, o Financiamento Estudantil (FIES) é um programa criado pelo governo brasileiro para ampliar o acesso de jovens e adultos ao ensino superior.

O programa oferece a chance de pessoas que não possuem condições de estudar em universidades privadas.

Além disso, o programa é aderido por várias faculdades, principalmente de renome no mercado da graduação.

Ele é destinado a estudantes que não têm condições de arcar integralmente com as mensalidades de um curso de graduação.

Dessa forma, são oferecidas condições de pagamento facilitadas para você financiar sua tão desejada graduação.

Como funciona o financiamento da faculdade pelo Fies?

O FIES possibilita o financiamento de até 100% do valor das mensalidades de cursos em instituições de ensino superior

São bolsas, parciais e integrais, onde você pode se inscrever e pode concorrer a uma delas e fazer sua graduação.

Além disso, é válido dizer que assim como o ProUni, o FIES também estabelece alguns critérios para a participação.

Fonte: Reprodução | UniLeilão

Um dos principais requisitos é que os estudantes possuam nota mínima para ter a chance de concorrer.

Outro ponto importante é sobre o pagamento do financiamento, que é iniciado após a conclusão do curso e varia de acordo com a renda do estudante.

Quem tem o desejo de se inscrever, é importante dizer que as inscrições abrem duas vezes ao ano, por isso, é fundamental ficar atento.

É importante mencionar que o FIES passou por algumas mudanças ao longo dos anos, com ajustes nas regras e critérios de elegibilidade. Descubra a seguir!

Quais as novas regras do programa?

A princípio, quem é beneficiado com o programa conta com nova duas fases diferentes de condições para o pagamento do programa. 

A primeira etapa inicia-se com a contratação do financiamento, enquanto a segunda estende-se para além da conclusão do curso.

  • 1. Fase de utilização: durante o curso, o estudante deve pagar todo mês uma taxa chamada encargo operacional, como combinado no contrato;
  • 2. Fase de carência e amortização: desde 2018 os estudantes não têm mais um período de carência antes de começar a pagar o financiamento. Então, assim que terminam o curso, já entram na fase de pagamento. 

Cursos disponíveis pelo Financiamento Estudantil

Diversas universidades participam do programa de financiamento. São opções que oferecem ensino de qualidade e uma estrutura completa.

Conhecer cada uma das faculdades faz toda diferença, principalmente, na hora de escolher pela a opção que mais atende suas necessidades e preferências.

A princípio, são milhares de cursos gratuitos ofertados pelo Fies, através das faculdades conveniadas. 

  • Administração: 543 pontos;
  • Análise e Desenvolvimento de Sistemas: 545 pontos;
  • Biomedicina: 564 pontos;
  • Ciência da Computação: 562 pontos;
  • Ciências Biológicas: 565 pontos;
  • Ciências Contábeis: 547 pontos;
  • Comércio Exterior: 529 pontos;
  • Estética e Cosmética: 540 pontos;
  • Design de Interiores: 535 pontos;
  • Design de Moda: 551 pontos;
  • Design Gráfico: 567 pontos;
  • Direito: 606 pontos;
  • Educação Física: 534 pontos;
  • Enfermagem: 555 pontos;
  • Engenharia Civil: 577 pontos;
  • Engenharia de Computação: 580 pontos;
  • Engenharia de Produção: 556 pontos;
  • Engenharia Elétrica: 570 pontos;
  • Engenharia Mecânica: 582 pontos;
  • Farmácia: 555 pontos;
  • Fisioterapia: 560 pontos;
  • Fotografia: 545 pontos;
  • Gastronomia: 555 pontos;
  • Gestão Comercial: 516 pontos;
  • Gestão Hospitalar: 507 pontos;
  • Hotelaria: 521 pontos;
  • Jornalismo: 570 pontos;
  • Letras: 590 pontos;
  • Logística: 512 pontos;
  • Marketing: 530 pontos;
  • Matemática: 537 pontos;
  • Medicina: 754 pontos;
  • Nutrição: 557 pontos;
  • Odontologia: 621 pontos;
  • Pedagogia: 548 pontos;
  • Processos Gerenciais: 525 pontos;
  • Psicologia: 570 pontos;
  • Publicidade e Propaganda: 565 pontos;
  • Recursos Humanos: 518 pontos;
  • Secretariado: 530 pontos;
  • Segurança do Trabalho: 503 pontos;
  • Serviço Social: 520 pontos;
  • Sistemas de Informação: 535 pontos;
  • Tecnologia da Informação: 515 pontos;
  • Turismo: 518 pontos;
  • Zootecnia: 546 pontos. 

Como financiar seu curso de graduação?

O financiamento é uma possibilidade que chega para auxiliar milhares de estudantes, principalmente quem não possui condições de pagar mensalidade com preços altos.

Por isso, cada vez mais surgem programas de descontos, dando a oportunidades de acesso ao ensino superior.

Fonte: Reprodução | Estadão

Para você financiar seu curso, é necessário atender a todos os critérios estabelecidos pelo programa, como ter tirado 450 pontos no Enem e se inscrever no portal do FIES, por meio do site Gov.br.

Por fim, o processo acontece exclusivamente pela internet, por isso, você precisa ter acesso a um computador. Então, tem um passo a passo completo que pode te ajudar!